Fuligem

por Juliana Damazio

O que fazer quando tudo se transforma em fumaça? Fumaça o meu francês, fumaça meu par de sapatos, fumaça minha bicicleta. Tanta fumaça que sequer encontrei o lugar do nosso encontro. O telefone em fumaça com o peso do toque. Era você me cobrando explicações que não consigo dar. Fumaça o nosso amor que já não é. O que esperas de mim? A fuligem de um fogo que já não queima?

Anúncios